Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

AMI - Age, Muda, Integra

Depois do sucesso da primeira edição, a AMI relança o concurso “Liga-te aos Outros”

Até dia 16 de Dezembro, poderão ser enviados para a Fundação AMI os formulários de candidatura, preenchidos e com os devidos anexos, para apreciação do Júri. Caso sejam seleccionados, os projectos serão financiados pela AMI, garantindo-se assim a sua viabilidade e sustentabilidade.

 

 O “Liga-te aos Outros” é bem mais que um mero estímulo ao exercício do voluntariado. É um estímulo ao desenvolvimento de uma consciência social, desde a juventude, uma vez que promove a identificação de necessidades na comunidade local; é um estímulo à criatividade e pro-actividade social, uma vez que são os próprios jovens que apresentam a solução para o problema detectado; é um estímulo ao profissionalismo e ao rigor, uma vez que a ficha de candidatura constitui uma proposta de projecto rigorosa, com definição de objectivos gerais e específicos, resultados, actividades, orçamento, calendário de execução, critérios de viabilidade e sustentabilidade e impacto; finalmente, é um estímulo ao envolvimento dos jovens na comunidade, uma vez que 10% do orçamento apresentado terá que ser conseguido pelos próprios jovens, junto de empresas, instituições e/ou comércio local.

 

Este concurso destina-se a todos os jovens a frequentar a escola a partir do 7º ano e consiste na apresentação de propostas para resolução, através de actividades de voluntariado, de problemas locais que os próprios detectem. A AMI seleccionará os três projectos mais consistentes e financiará os mesmos.

 

A primeira edição resultou no financiamento de 3 projectos cujos objectivos se relacionavam directamente com o combate à exclusão social, quer junto de idosos, quer junto de jovens da idade daqueles que submeteram o projecto. Todos atingiram os objectivos a que se propunham, tendo marcado a diferença na vida de quem os desenvolveu e na de quem deles beneficiou.

 

A AMI espera, desta forma, alterar realidades socialmente injustas e, simultaneamente, formar os jovens, no sentido de os alertar para a possibilidade que cada um tem de melhorar a comunidade que o rodeia.

 

Os resultados desta nova edição serão divulgados a 1 de Fevereiro de 2012.