Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

AMI - Age, Muda, Integra

A AMI apoiou projectos em 18 países

Na vertente de actuação internacional da AMI, o ano de 2011 ficou marcado pela realização da Missão Exploratória aos campos de Refugiados no Corno de África, mais concretamente na Etiópia. A decisão de realizar esta missão decorreu do agravamento súbito da situação de seca nesta frágil região do Mundo, que provocou um aumento muito substancial dos fluxos de deslocados e o aumento das situações de fome extrema que provocaram milhares de vítimas.
 
Foi a pensar na melhor forma de poder agilizar as Missões de Emergência que foi também lançado em 2011, a Pool de Voluntários Internacionais para Emergência, uma bolsa de voluntários pensada para potenciar a rapidez de intervenção da AMI.
 
Já na vertente de desenvolvimento, a AMI manteve as suas Missões com equipas expatriadas na Região Sanitária de Bolama (Guiné-Bissau) e no Distrito do Caué (São Tomé e Príncipe), com resultados encorajadores.
Paralelamente, a AMI financiou de 38 projectos de 26 organizações locais em 16 países, nomeadamente Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Quénia, Senegal, Zimbabué, Brasil, Panamá, Haiti, Afeganistão, Bangladesh, China, Filipinas, Indonésia, Líbano e Sri Lanka.
 
Finalmente, o ano de 2011 foi também marcado por diversas acções de formação a voluntários. Lançou-se a Formação a Voluntários Internacionais-Coordenadores, que teve em 2011, duas edições e realizou-se a Formação a Voluntários Internacionais, de âmbito mais genérico.
 
Estatísticas:
 
• 4480 consultas médicas e de enfermagem em São Tomé, na Guiné-Bissau e no Haiti
 
• 81 consultas de nutrição e 2913 avaliações nutricionais em clínica móvel em São Tomé
 
• 31 formações a 279 formandos em São Tomé  e na Guiné-Bissau
 
• 89 sensibilizações a 2174 pessoas  em São Tomé, na Guiné-Bissau e no Brasil
 
• Conclusão da gestão de campos no Haiti  (3 campos com 10.065 pessoas em 970 tendas)
 
• 36 expatriados enviados para o terreno e 41 missões exploratórias, de implementação ou avaliação pela sede
 
• 357 novos voluntários internacionais