Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

AMI - Age, Muda, Integra

IRS: AMI recebe perto de 240 mil euros

webLay_IRS16_Nwsltr_800x200px.jpg

 

Os portugueses estão cada vez mais generosos e conscientes da importância de decidir o destino dos seus impostos. A AMI recebeu 239.750,24  euros relativos às declarações IRS entregues no ano passado. Um aumento de 54% face ao ano anterior: 155.472.20 euros

Queremos desde já agradecer a confiança que os contribuintes manifestam na AMI. Esta generosidade eleva a nossa responsabilidade e vontade de ir mais longe na construção de um mundo mais justo e solidário.

Aproveitamos para informar que este valor será aplicado no combate à pobreza e exclusão social em Portugal e em projetos humanitários junto de populações manifestamente vulneráveis um pouco por todo o mundo.

Finalmente, apelamos à população que ao entregar neste mês de abril ou no próximo de maio a declaração de IRS continue a apoiar a AMI consignando 0,5% do imposto a liquidar. Para tal, basta assinalar um X no quadro 11 do Modelo 3 e escrever o número: 502744910.

IRS contra a fome

Art_IRS15_crtz_A4.jpg

 As receitas conseguidas com a consignação do IRS têm sido uma ferramenta importante para as ONG e associações de apoio humanitário combaterem a fome em Portugal. A alimentação foi a necessidade mais solicitada pelas mais de 31 mil pessoas que a AMI apoiou no nosso país no ano passado. Em 2014, a Fundação AMI serviu nos seus centros sociais, mais de 200 mil refeições e distribuiu perto de 350 toneladas de alimentos. A mais básica das necessidades humanas é a razão que leva muitas pessoas em situação limite a recorrer à AMI, e o ponto de partida para um seguimento mais personalizado com vista a um (re)começo de vida. Parte desta luta contra a fome é apoiada pelos contribuintes através da consignação de parte do seu IRS.

 

Tendo em conta a necessidade de continuar a apoiar a população mais carenciada, a AMI solicita que na altura de preencher o IRS, destine sem qualquer custo 0,5% deste imposto à AMI. Basta assinalar no quadro 9 do anexo H da declaração o número de contribuinte da AMI: 502744910. Uma cruz no sítio certo pode valer uma refeição.

IRS: Portugueses doam mais de 9 milhões de euros

Na altura de entregar o IRS, existem cada vez mais portugueses a destinar 0,5% deste imposto a instituições sociais. No ano passado, 364 mil agregados (mais 56% que no ano anterior) doaram 9 milhões de euros a entidades de cariz social. Este valor, se todos os contribuintes optarem por fazer esta consignação, poderia atingir cerca de 58 milhões de euros. Por outro lado, o número de instituições autorizadas a receber a consignação também não cessa de aumentar, de 986 em 2012, passaram para 1.724 no ano passado.

 

A AMI foi a primeira instituição autorizada a receber a consignação de IRS em 2002. No ano passado, os portugueses doaram à AMI, 216 mil euros o que possibilitou a manutenção, durante um ano, de um equipamento social.

 

Para apoiar a AMI, consignando 0,5% do IRS, basta indicar na declaração, no quadro 9 do anexo H, o número de contribuinte da Fundação: 502 744 910.

 

A AMI agradece a generosidade e confiança de todos os portugueses que têm optado por esta importante forma de apoio.

AMI recebeu 4% do total da consignação de IRS

Ao entregarem no ano passado a sua declaração anual de IRS, os portugueses consignaram mais de 7 milhões de euros a 986 instituições sociais, tendo escolhido canalizar para a AMI 4% do total.

 

Este pequeno gesto solidário permitiu financiar dois dos 12 Equipamentos Sociais da AMI, de apoio à população mais carenciada.

 

Desde que esta opção foi criada, o número de entidades autorizadas a receber 0,5% do IRS dos contribuintes nacionais tem aumentado de forma significativa. Se no IRS relativo a 2004 apenas oito instituições, entre as quais a AMI, estavam habilitadas a receber, atualmente são 986.  

 

Por sua vez, o número de contribuintes que optam por consignar parte do IRS a entidades sociais também tem vindo a aumentar. Dos 11 mil que o fizeram na entrega da declaração em 2004, passaram para 233 mil os agregados que tomaram esta decisão no ano passado.

 

Tal como em 2012, este ano a AMI continua a considerar Portugal a sua missão de emergência, face ao número crescente de pedidos de ajuda recebidos nos Equipamentos Sociais da AMI.

 

E, porque a maioria dos portugueses sentem dificuldades para fazer face à crise, a consignação de 0,5% do IRS - uma opção sem qualquer custo adicional para quem o faz – é uma forma eficiente e inteligente de ser solidário.

 

Para apoiar a AMI, consignando 0,5% do IRS, basta indicar na declaração o número de contribuinte da AMI - 502 744 910 - no quadro 9 do anexo H.

A receita que a AMI obtém por esta via é vital para a luta contra a pobreza em Portugal.

 

A AMI aproveita para agradecer a generosidade e confiança de todos os portugueses que têm optado por esta importantíssima forma de apoio.

Consignação de IRS permitiu financiar três Equipamentos Sociais em 2011

Este ano, a missão de emergência da AMI é em Portugal. A decisão foi tomada em face dos níveis de pedidos de ajuda, sem precedentes, recebidos nos Equipamentos Sociais da AMI durante o ano de 2011.

 

E porque a maioria dos portugueses foram atingidos pelas dificuldades, pensamos que uma das maneiras mais simples e mais eficazes de contribuir para o alívio das dificuldades da população mais afectada é através da consignação de 0,5 por cento do IRS, uma opção sem qualquer custo adicional para quem o faz.

 

Quem desejar apoiar a AMI, consignando 0,5 por cento dos seus impostos, pode fazê-lo já a partir de dia 1 de Março no preenchimento da sua declaração anual de IRS, bastando para isso indicar o número de contribuinte da AMI - 502 744 910 - no quadro 9 do anexo H.

 

Este pequeno gesto solidário permitiu no ano passado à AMI, financiar 3 dos nossos 12 Equipamentos Sociais de apoio à população mais carenciada.

 

A AMI aproveita para agradecer a generosidade e confiança de todos os portugueses que têm optado por esta forma de apoio.

Contribuintes mostram confiança na AMI

A opção de consignar 0,5 por cento do IRS à AMI não tem parado de crescer. No último ano apurado, o valor atribuído à AMI pelos contribuintes foi o mais elevado de sempre, superando os 700 mil euros. Esta verba equivale ao montante exigido para a manutenção, durante um ano, de três dos 11 equipamentos sociais que a AMI tem em funcionamento em Portugal.

 

Quem desejar apoiar os projectos de desenvolvimento da AMI sem qualquer custo, com 0,5 por cento do seu IRS pode fazê-lo, bastando preencher o quadro 9 do anexo H da sua declaração com a referência 502 744 910.

 

De relembrar que a recomendação das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável e o compromisso de cada um dos Estado-membro da União Europeia (UE) é o da consignação de 0,7% do RNB (Rendimento Nacional Bruto) dos países desenvolvidos para a ajuda pública ao Desenvolvimento. Portugal está longe de atingir a média dos países membros da UE (0,42%). Em 2009, apenas 0,23% do RNB se destinou à ajuda pública para o Desenvolvimento, representando uma descida em relação a 2008 (0,27%).

Os portugueses têm por isso, na consignação do IRS, uma oportunidade única de serem eles próprios a dar um contributo decisivo para que Portugal consiga, ainda que de forma indirecta, honrar este compromisso.