Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

AMI - Age, Muda, Integra

AMI realiza 25º peditório de rua até domingo

peditorio_foto_capa_facebook-01.png

 

A AMI realiza a partir desta quinta-feira, dia 22, e até ao próximo domingo, o seu 25º Peditório de Rua. Sob o lema “A AMI trabalha para pessoas concretas”, esta recolha de fundos visa reforçar a sua autonomia financeira para que possa continuar a desenvolver projetos humanitários em Portugal o no Mundo. Recorde-se que só no primeiro semestre deste ano, a AMI apoiou em território nacional 8.124 pessoas em situação de pobreza e exclusão social.  

 

Durante quatro dias, centenas de voluntários estarão nas ruas de Portugal continental e regiões autónomas, apelando ao contributo da sociedade civil para que ajude a construir um mundo mais justo, equilibrado e solidário.

                                             

É também possível contribuir online em http://donativo.ami.org.pt ou ainda através do serviço “Ser Solidário” no Multibanco, selecionando: Transferências> Ser Solidário> AMI.

 

A AMI relembra que o Peditório se realiza na rua por voluntários devidamente credenciados, não estando autorizadas ações “porta a porta”.

Nepal é o destino do 24º Peditório da AMI

blog.jpg

 

 

O Nepal é o destino do 24º Peditório da AMI. A angariação de fundos realiza-se, em Portugal continental e Açores, nos próximos dias 7 a 10 de Maio. Perante a dimensão da catástrofe a AMI decidiu desenvolver projetos de emergência dedicando até 200 mil euros ao apoio das vítimas do terramoto.

 

Atualmente, a AMI tem no terreno dois elementos da ONG indiana Friend's Society, parceira de longa data, a realizarem um levantamento de necessidades. Água, alimentos, medicamentos e abrigos são as prioridades imediatas que se fazem sentir localmente.

 

Em Portugal, a partir do próximo dia 7, centenas de voluntários e colaboradores da AMI irão apelar à solidariedade da sociedade civil tendo-se decidido que este Peditório irá financiar esta Missão de Urgência.

 

Pode ainda ajudar a população nepalesa com efetuando o seu donativo online em: http://donativo.ami.org.pt ; através do NIB 000700150040000000672, IBAN PT50 0007.0015.00400000006.72, se mora no estrangeiro ou ainda do serviço “Ser Solidário” no Multibanco, selecionando: Transferências> Ser Solidário> AMI.

 

A AMI relembra ainda que o Peditório realiza-se na rua e em espaços comerciais por voluntários credenciados, não sendo permitido qualquer pedido “porta a porta”.

Arranca dia 8 de maio o 22º Peditório da AMI

 

A partir de quinta-feira e até ao próximo domingo, a AMI realiza o 22º Peditório de Rua. São quatro dias e centenas de voluntários, amigos e colaboradores numa ação que visa angariar fundos este ano dirigidos às famílias que diariamente recorrem aos centros sociais da Fundação.

 

No ano passado, a AMI apoiou diretamente em 15.802 pessoas e destas, mais de mil fizeram-no por necessidades relacionadas com a dificuldade em cumprir os compromissos financeiros que contraíram com a sua habitação, levando-os a procurar a AMI para aliviar o orçamento e para a satisfação de necessidades básicas, nomeadamente alimentação. Em 2013, a AMI tentou minimizar este efeito, distribuindo mais de 620 toneladas alimentos a mais de 8500 famílias.

 

Este ano, os serviços sociais da Fundação AMI vão centrar os esforços na resposta às necessidades apresentadas pelas famílias portuguesas que procuram nos equipamentos da AMI cabazes alimentares, material escolar e apoio na procura de emprego.

 

Sob o lema “Antes que a casa de mais famílias seja a rua”, a AMI realiza o 22º peditório agradecendo a apoio da sociedade civil e relembrando que o mesmo se realiza na rua e em espaços públicos por voluntários devidamente credenciados.

21º Peditório de Rua começa esta quinta-feira

No ano em que se atingiu novo recorde de pedidos de ajuda, mais de 11 200 pessoas apoiadas no primeiro semestre, a AMI avança, já na próxima quinta-feira, dia 24, com o 21º Peditório de Rua. Até domingo, centenas de voluntários de norte a sul do país saem à rua num apelo à sociedade civil para que ajude a Missão de Emergência Nacional de combate à pobreza e exclusão social.

 

Graças à ajuda dos doadores, a AMI tem conseguido apoiar milhares de pessoas em Portugal através de diversos serviços equipamentos e respostas sociais, como os centros Porta Amiga, abrigos noturnos, equipas de rua e de apoio domiciliário.

 

O peditório anterior, realizado entre 9 e 12 de maio, angariou 55.308 euros, equivalente ao financiamento de um centro Porta Amiga durante 15 dias. A AMI agradece aos voluntários, amigos e doadores que ao longo dos anos têm apoiado e contribuído com empenho, confiança e generosidade para as ações humanitárias da Fundação.

 

A AMI recorda ainda que o peditório é uma ação de rua e não porta a porta, pelo que os donativos deverão apenas ser entregues a voluntários devidamente identificados e credenciados pela AMI que abordem as pessoas em locais públicos.

20º Peditório da AMI arranca esta quinta-feira

Arranca na próxima quinta-feira, dia 9, o 20º Peditório da AMI. Durante quatro dias, a Fundação estará nas ruas apelando à participação e ao apoio da sociedade civil na “Missão de Emergência Nacional”. O aumento sem precedentes dos pedidos de ajuda leva a AMI a centrar as atividades na ação social em Portugal e, pela primeira vez, a realizar dois peditórios no mesmo ano. Um primeiro entre 9 a 12 deste mês e um segundo agendado como habitualmente para Outubro.

 

Recorde-se que, no ano passado, quase 16 mil pessoas foram apoiadas pela AMI, o valor mais elevado de sempre e que representa um aumento de 107% relativamente a 2008.

 

Pela primeira vez, quem deseje apoiar a AMI sem sair de casa pode fazê-lo através do donativo “online” no sítio https://loja.ami.org.pt/produtos/donativos/.

 

O Peditório da AMI é uma ação de rua e não porta a porta, pelo que os donativos deverão apenas ser entregues a voluntários devidamente identificados e credenciados pela AMI, que abordem as pessoas em locais públicos.

Peditório da AMI arranca na próxima Quinta-feira

Pelo 19º ano consecutivo a AMI apela à solidariedade dos portugueses através do Peditório Anual de Rua. A iniciativa insere-se na “Missão de Emergência Nacional” e arranca já na próxima Quinta-feira, dia 25, terminando no Domingo, dia 28, envolvendo centenas de voluntários em todo o país.

 

O peditório surge este ano num contexto de particular necessidade, tendo em conta, por um lado, o aumento sem precedentes dos pedidos de ajuda e, por outro, a descida significativa dos donativos.

 

Durante 2012 e até ao passado mês de Setembro, os serviços sociais da AMI apoiaram em Portugal, mais de 13 mil pessoas, o valor mais elevado de sempre.

 

No outro lado da balança, o resultado do peditório de 2011 registou uma diminuição de 25 por cento nos donativos. Entre 20 e 23 de Outubro do ano passado, a AMI angariou um total de 64.208,40 euros, um dos valores mais baixos da última década. Vale pois a pena lembrar que a capacidade de resposta da AMI ao crescente número de pedidos de apoio social está dependente dos meios financeiros que a sociedade civil solidariamente decide doar.

 

Em tempos difíceis, a AMI continuará, como sempre, a trabalhar com empenho, transparência e dedicação no apoio social a quem mais precisa. O Peditório deste ano reveste-se assim de especial importância, afirmando-se como uma oportunidade para a sociedade civil manifestar a sua solidariedade e sentido humanitário.

 

Neste ambiente de crise e de crescentes dificuldades, a AMI dedica especial atenção ao combate à pobreza e exclusão social em Portugal, tendo para isso lançado a “Missão de Emergência Nacional” que tem como principal objectivo, alertar consciências e desenvolver iniciativas centradas na acção social da AMI em Portugal.

 

O Peditório da AMI é uma acção de rua e não porta a porta, pelo que os donativos deverão apenas ser entregues a voluntários devidamente identificados e credenciados pela AMI, que abordem as pessoas em locais públicos.

18º Peditório Anual de Rua da AMI arranca amanhã

Todos os anos, durante quatro dias, a população do continente e ilhas é convidada a apoiar a AMI, numa acção que envolve centenas de funcionários,
voluntários e amigos da AMI. Os objectivos centrais da iniciativa são, por um lado, a recolha de fundos, por outro a divulgação das nossas actividades e
projectos e, finalmente, perceber como é visto o trabalho da AMI pelo cidadão comum.

 

Numa altura em que os pedidos de apoio social à AMI estão a ser os maiores de sempre - recorde-se que só nos primeiros seis meses de 2011, a AMI apoiou 9283 pessoas, o que representa um aumento de 32 por cento relativamente a igual período do ano passado e em que a generalidade da população enfrenta dificuldades financeiras, é importante que a solidariedade se intensifique. É pois neste contexto difícil que se inicia amanhã, dia 20 de
Outubro, o 18º Peditório Nacional da AMI. 

 

Importa salientar que, à semelhança de anos anteriores, o Peditório Anual de Rua da AMI será uma acção de rua e não porta a porta, pelo que os donativos deverão apenas ser entregues a voluntários devidamente identificados e credenciados pela AMI, que abordem as pessoas em locais públicos.