Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

AMI - Age, Muda, Integra

Joana Arez apresenta “Palavras & Pianos”

A Galeria AMIarte abre a programação 2014 no dia 1 de março com a exposição “Palavras & Pianos” de Joana Arez. A inauguração terá lugar no sábado, às 16h30, e conta com a participação especial do pianista José Rito. A exposição permanecerá patente ao público até 5 de abril, podendo se visitada de terça-feira a sábado, entre as 15h00 e as 20h00, na Rua da Lomba, n.º 153-159, em Campanhã.

 

Na opinião do diretor artístico, Sandro Resende, o suporte pictórico que Joana Arez nos mostra “consiste num comportamento feito de reflexos, ou seja, são capacidades inatas em vez de aprendidas. Através da repetição consistente desses elementos é possível a criação pela criação. É nessa liberdade que aparece o traço, solto mas condicionado, rebelde mas preso”. Acrescentando que “não é inerente a um olhar fugaz e não se presta a leituras é um dedo que aponta, não para os outros, mas aponta para si mesmo. E é dessa crítica interior que surge aquilo a que chamamos uma poesia visual”.

 

Quem também se pronuncia sobre o trabalho que Joana Arez selecionou para expor na Galeria da Fundação AMI, no Porto, é Paulo Morais-Alexandre. Para o professor e investigador de Arte e Cinema, “de tudo ressalta a criatividade, a forma original que dá às obras que expõe e que vão muito além do mero impacto visual das suas caligrafias. Efetivamente, tal como disse H.E. Davey: ‘Assim como a escrita se pode tornar caligrafia quando é criativa, cheia de técnica e realizada conscientemente, também todas as atividades podem ser tornadas arte. Neste caso, estamos a refletir sobre a própria vida como uma afirmação artística – a arte de viver’”. Concluindo que “é disso que trata a obra de Joana Arez: de Viver.”

 

Nota biográfica


Joana Arez nasceu em Lisboa em 1970 e formou-se em Design Gráfico em 1991 – IADE_CREATIVE UNIVERSITY. O seu percurso profissional, desde sempre ligado à Publicidade e absolutamente orientado para a Direção de Arte e a Direção Criativa (e Executiva), passou pelas agências: Publicis / Directora Criativa Executiva (2008/2011); Saatchi&Saatchi / Directora Criativa Executiva (1998/2006); TBWA / Directora de Arte (1995/1998); McCann / Directora de Arte (1991/1995).
Em 2011, apoiada e incentivada por alguns entusiastas e outros entendidos/ conhecedores do mundo das artes, acredita e investe no seu trabalho, enquanto artista plástica e expõe, pela primeira vez, as suas obras em público. Enquanto, em simultâneo, aposta no seu próprio Espaço WORK.INK_ART’ Joana Arez, na Fortaleza da Cidadela de Cascais.

Casa dos Crivos recebe iniciativa solidária da AMI

Depois de ter exposto na galeria AMIarte, Taveira da Cruz aceitou um novo desafio solidário do AMIarte – Núcleo de Ação Cultural da Fundação AMI, sedeado no Porto, e leva os seus trabalhos e os de outros mestres da pintura e da escultura até à Casa dos Crivos, em Braga.

 

“O complexo inconsciente deste artista é o nervo criativo, espiritual latente, que origina os seus quadros que ficam nas zonas nobres do espírito. E isso é um valor donde abrolha a emoção estética", diz-nos Manuel Bontempo, jornalista, escritor e crítico de arte sobre a obra de Taveira da Cruz.

 

A exposição Inaugura no próximo sábado, dia 1 de junho, às 16h30, na Casa dos Crivos, em Braga e ficará patente até ao dia 29 de junho.

2ª edição da Arte Urbana em Mupis em Lisboa

Pelo segundo ano consecutivo, a Fundação AMI promove “Arte Urbana em mupis” em Lisboa. Quinze artistas convidados irão espalhar pelas ruas da capital diversas propostas criativas tendo mupis como suporte. Comissariada por Ana Mesquita, os trabalhos irão ficar expostos em diversos pontos da cidade entre os dias 24 de abril e 8 de maio. A inauguração será no dia 27, sábado, às 15h00, num autocarro turístico. O ponto de partida é a Praça da Figueira (topo Norte).

 

De acordo com o princípio geral que preside ao projeto, os convites foram endereçados a artistas de diferentes gerações, sensibilidades, tendências e visibilidades, sendo a natureza plural desta escolha, um modo de refletir a condição diversificada, aberta e inclusiva da atividade do AMIarte – Núcleo de ação cultural da AMI, que organiza este projeto.

 

Os artistas convidados para esta 2ª edição em Lisboa são Ana Mesquita (designer que tem desenvolvido trabalho de ilustração em Ipad), António Pedro Ferreira (fotógrafo); António Proença de Carvalho (ilustrador), Henrique Cayatte (designer), Joana Arez (publicitária e artista plástica, galerista na Cidadela de Cascais), João Catarino (ilustrador e professor de desenho), João Ribeiro (artista plástico), Jorge Pinheiro (artista plástico – um dos quatro 20’s), Margarida Cunha Belém (artista plástica e historiadora), Margarida Gil (cineasta), Paulo Galindro (ilustrador de livros infantis), Ricardo Barros (designer e pintor), Sílvia Namorado (arquiteta), Telmo Castro (arquiteto e professor), Tim Madeira (arquiteto e escultor).

 

Os trabalhos são oferecidos à Fundação AMI que, no dia 18 de Maio, realiza um jantar-leilão, na Cidadela de Cascais. Os fundos serão encaminhados para as atividades de ação social da AMI englobadas na Missão de Emergência Nacional.

“Momentos Texturados” na Galeria AMIarte

No próximo dia 1 de março, às 21h30, a Galeria AMIarte inaugura a primeira exposição de 2013. O artista plástico convidado é Pedro Moreira que apresenta “Momentos Texturados”.

 

Uma exposição de pintura onde os trabalhos, nas palavras do autor, “transportam o espectador para o campo do imaginário e as pinceladas se cruzam, rasgando o infinito”. Uma das razões que leva Pedro Moreira a aceitar o convite para expor na Galeria AMIarte é o facto de acreditar que “a arte é um veículo de comunicação, onde as diversas emoções se fundem e dialogam entre si. É também solidária e humanitária chamando-nos a verdadeira razão de criar e partilhar diferentes sentimentos com diferentes culturas e povos”.

 

A exposição ficará patente até ao dia 2 de Abril e pode ser visitada de terça-feira a sábado, entre as 15h00 e as 20h00, na Galeria AMIarte – Rua da Lomba, n.153-159 (perto da estação da CP e do metro de Campanhã).

AMIarte apresenta “Exposição de Pintura de Teresa Magalhães”

A Galeria AMIarte, no Porto, inaugura na próxima Sexta-feira, dia 9, às 21h30, a “Exposição de Pintura de Teresa Magalhães”. Trata-se de um conjunto de 25 trabalhos em acrílico que permanecerão patentes ao público até ao dia 10 de Dezembro.

Licenciada na Escola Superior de Belas Artes de Lisboa, Teresa Magalhães tem construído ao longo das últimas quatro décadas, um percurso singular nas artes plásticas, com diversas exposições individuais e colectivas em cidades como Sidney, Macau, São Paulo ou Lisboa. Agraciada pela Presidência da República em 2004 com o grau de Grande-Oficial da Ordem do Infante D. Henrique, a pintora conta ainda com diversos galardões com o Prémio Malhoa (1977); o Prémio Edição na “ III e IV Exposição Nacional de Gravura ” da Fundação Calouste Gulbenkian (1981) e o Prémio Aquisição, “ I Exposição do Banco de Fomento Nacional ” (1984), entre muitos outros.

A “Exposição de Pintura de Teresa Magalhães” pode ser visitada de Terça-feira a Sábado, entre as 15h00 e as 20h00, na Galeria AMIarte - Rua da Lomba, 153-159 (perto da estação da CP e do metro de Campanhã).

“Juntos na Solidariedade em Bragança” no Museu Abade Baçal

A Fundação AMI, através do seu núcleo cultural – AMIarte, inaugura no próximo Sábado, dia 3, às 16h00, no Museu Abade Baçal, a exposição colectiva: “Juntos na Solidariedade em Bragança”.

Patente até 30 de Novembro, a exposição apresenta obras de Noronha da Costa (pintura), Júlio Resende (pintura), Arpad Szenes (pintura) e Armam (escultura). Estarão ainda patentes trabalhos de João Carqueijeiro (escultura), João Freire (pintura), Hélder de Carvalho (escultura), Luís Barreiros (escultura/respigagem), Luís Benites (pintura e escultura) e Ofélia Marrão (pintura e escultura).

A verba obtida com a venda das obras desta exposição reverte a favor da AMI.

Exposição: “Taveira da Cruz e Outros Mestres da Pintura e da Escultura”

Taveira da Cruz é o artista plástico convidado da Galeria AMIarte para o mês de Outubro.

O pintor e escultor aceitou o convite e decidiu expor não só trabalhos da sua autoria como também obras da sua colecção particular, os quais vão estar, igualmente, à venda.

Uma oportunidade rara para ver trabalhos de nomes como Alves Cardoso, António Inverno, Carlos Lança, Manuel Cutileiro, Sobral Centeno, Teixeira Lopes entre outros que vão, assim, figurar na exposição “Taveira da Cruz e Outros Mestres da Pintura e da Escultura”, cuja inauguração terá lugar no dia 29 de Setembro, sábado, às 16h00.

A exposição decorrerá até ao dia 29 de Outubro e poderá ser visitada de terça a sábado, entre as 15h00 e as 20h00, na Galeria AMIarte, Rua da Lomba, 153-159, Porto (perto das estações do comboio e do metro em Campanhã).

Projecto “Arte Urbana” pela primeira vez em Lisboa

Agostinho Santos, Ana Allen, António Carmo, António Quadros Ferreira, Catarina Machado, Cátia Ferreira, Cristina Silva, Elisabete Amaral, Eugénio Henriques Isabel Mourão Alves, Marta Coelho, Mazza, Paulo Neves, Rui Coutinho e Vítor Israel são os 15 nomes que compõem o leque de artistas plásticos que participam na primeira edição da “Arte Urbana”, que este ano chega a Lisboa, pela primeira vez.

 

Com excepção de António Carmo, todos os outros artistas convidados para esta exposição são da “Escola do Porto” que, desta forma, têm oportunidade de mostrar o seu trabalho nas ruas da Capital. Esta exposição, comissariada pelo artista plástico e jornalista Agostinho Santos, parte de um projecto levado a cabo no Porto desde 2008 pelo núcleo cultural da Fundação AMI – AMIarte –, em que cada artista aceitou fazer um trabalho em papel de cenário. O conjunto das 15 obras de arte vai ser afixado em mupis, em diversos pontos da Capital, e pode ser apreciado entre os dias 11 e 24 de Julho.

 

A inauguração terá lugar no próximo Sábado, dia 14 de Julho, às 15h00, na Praça da Figueira e consiste numa viagem realizada num autocarro da Carristur pelo trajecto onde se encontram os mupis com os trabalhos oferecidos à Fundação AMI e que, posteriormente, serão leiloados num jantar a realizar em Lisboa.

Galeria AMIarte inaugura “Se estas telas falassem…” de Isabel Lhano

“Se estas telas falassem…” de Isabel Lhano é a mais recente exposição de pintura na Galeria AMIarte, no Porto, e tem inauguração prevista para a
próxima sexta-feira, dia 25, às 21h30.

 

Isabel Lhano, natural de Vila do Conde, é licenciada em Pintura pela Faculdade de Belas Artes do Porto. En­tre 1971 e 1972 foi bolseira da Fundação Calouste Gulbenkian e é professora de Educação Visual na Escola E. B. 2/3 Frei João, de Vila do Conde.

 

Do seu vasto currículo constam participações nos mais diversos projectos, quer individual, quer colectivos. É autora do projecto “Mom’arte”, co-responsável pela organização e membro do júri de selecção e premiação –  Con­vento do Carmo (Vila do Conde, 1998) e ainda do projecto e de­sign da edição “Homenagem a Sónia Delaunay”, da Câmara de Vila do Conde.

 

Está igualmente representada no Museu Amadeo de Souza-Cardoso, no Museu de Arte Contemporânea de Vila Nova de Cerveira e na Fundação Eng.º António Almei­da, Porto. Edição em 2000 de serigrafia, a convite da Delegação Norte do Ministério da Cultura; em 2001, a convite do H. Arte 01, organizou a Exposição Colectiva no Plan­etário do Porto.

 

Patente até dia 29 de Junho, a exposição pode ser visitada de terça-feira a sábado entre as 15h00 e as 20h00, na Galeria AMIarte, Rua da Lomba, n.º 153-159, no Porto.

“Arte Urbana 2012” no Porto inaugura dia 21 de Abril

Acácio Carvalho/Manuela Bronze, Graça Martins/Isabel de Sá, Henrique Silva/Margarida Leão, Jaime Azinheira/Elsa César, João Carqueijeiro/Cristina Leal, José Pereira/Cristina Regadas e Silvestre Pestana/Celeste Cerqueira são as sete duplas que este ano participam no projecto “Arte Urbana 2012”, no Porto.

Em mais uma edição levada a cabo desde 2008 pela AMIarte, Núcleo de Acção Cultural da Fundação AMI, cada casal aceitou fazer dois trabalhos em papel de cenário que serão afixados em mupis em diversos pontos da cidade, entre os dias 21 e 29 de Abril.

A inauguração terá lugar no Sábado, dia 21 de Abril às 15h00, e consiste numa viagem realizada num Sightseeing Tour pelo trajecto onde se encontram os mupis com as obras de arte. A partida é feita junto ao Palácio da Bolsa.